Endereços

Matriz:

Av. Professor Mário Werneck, 120 1º andar - Bairro Estoril Belo Horizonte/MG - Brasil Cep 30.455-610 Telefone: +55 (31) 3055-5000

Escritório Vitória/ES:

Rua Afonso Pena, 20 2º andar - Bairro República - Vitória/ES - Brasil Cep 29.070-075 Telefone: +55 (27) 3026-0098

Deixe um Recado

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Obs.: Por favor, NÃO utilize este espaço para enviar currículo. Para cadastro e visualização de oportunidades, clique aqui.

Como chegar?

  • open panel
  • Home
  • Notícias
  • TSA participa da construção da Hidrelética La Higuera, nos Andes

TSA participa da construção da Hidrelética La Higuera, nos Andes

 

La Higuera é uma usina geradora de energia elétrica, localizada no Chile, para ajudar no abastecimento de energia do país, com uma fonte confiável de energia.

A TSA foi a empresa vencedora da proposta técnica/comercial para implantar todo o sistema de automação desse empreendimento, pela Energ Power, empresa contratada para fornecimento, montagem, supervisão e comissionamento dos equipamentos eletromecânicos da usina, além do sistema de transmissão a 220 KV em circuito duplo com 38 km.

A TSA ingressou no projeto em 2007, com uma equipe de cinco profissionais e levou um ano para desenvolver todos os programas de automação para os sistemas de geração de energia, captação de água e distribuição de energia.

O projeto La Higuera tem capacidade de produzir 155MW e sua estrutura foi projetada para ajudar a minimizar a emissão de gases de efeito estufa e abastecer o Sistema Interconectado Central (SIC), que compreende desde a terceira até a décima região do Chile.

O projeto é uma joint venture 50/50 da Pacific Hydro com a empresa norueguesa SN Power Invest (SNPI), e a construção está sendo supervisionada pela brasileira Queiroz Galvão, com um investimento de US$300 milhões.

A usina

Hidrelética La Higuera
Hidrelética La Higuera
Hidrelética La Higuera

A concepção da hidrelétrica é chamada de passagem, por utilizar o fluxo natural do rio para criar energia renovável, sem modificar a geografia local. Para isso, a TSA desenvolveu aplicativos com recursos e tecnologias, objetivando garantir a eficiência dos processos e contribuir para as aplicações necessárias à preservação dos recursos naturais.

A fonte de água para alimentar a usina é originada dos rios Azufre e Tinguiririca, que são alimentados por uma profunda geleira localizada nas montanhas dos Andes. Durante sua viagem até a planta de energia, a água é alimentada através de canais especialmente desenhados para minimizar seu impacto visual, social e ambiental. A partir daí, percorre um curso de 18 km de túneis até as turbinas geradoras.

Para controlar o fluxo contínuo de água necessário à geração de energia e o nível do abastecimento do reservatório artificial, a TSA utilizou a ferramenta de controle PID (Proporcional Integral Derivativo), gerando maior estabilidade no processo, além de garantir menor perda de recursos hídricos e propiciar mais confiabilidade nos índices de volume de água estipulados pelo órgão de controle ambiental chileno.

Todo o procedimento para acessar as telas de controle de partida / parada dos geradores (Supervisório) foi desenhado pela equipe da TSA.

A usina conta com duas unidades geradoras equipadas com turbinas Francis verticais e a energia produzida viaja por 38 quilômetros de linha de transmissão para conectar-se à rede central chilena na cidade de San Fernando.

Segundo o engenheiro eletrônico Júlio Augusto Matínez, envolvido no projeto, a experiência de viver e trabalhar no Chile trouxe grandes benefícios e desafios técnicos e profissionais. “O desafio pessoal foi o de enfrentar e conviver com os tremores de terra durante o processo de implantação dos sistemas”, comenta.

 

Protocolo de Quioto

A Hidrelétrica de La Higuera recebeu o registro sob o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo do Protocolo de Quioto (MDL), tornando-se o maior projeto hidrelétrico e o primeiro no Chile a ser registrado. Para a TSA esse reconhecimento também é fruto do comprometimento e competência dos profissionais envolvidos no projeto.

 

Comments are closed.

© 2012 TSA